Usina de Letras
Usina de Letras
72 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59276 )

Cartas ( 21241)

Contos (13148)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9464)

Erótico (13486)

Frases (46713)

Humor (19313)

Infantil (4488)

Infanto Juvenil (3785)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5564)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CARTA POEMA PARA A MORTE -- 27/01/2018 - 21:43 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Ilustríssima Senhora Morte,


não me apareça num dia de clássico,


não quero perder o jogo do meu Palmeiras


Por favor não me apareça no dia das eleições


preciso levar meu voto a sério, não posso mais errar


Ilustríssima Senhora Morte,


no metrô não me venha reinvindicar o assento do idoso,


não me interessa a tua idade, menopausa, gravidez.


Ilustríssima Senhora Morte,


encarecidamete, não me apareça no McDonald's


quero degustar meu Big Mac pausadamente,


sem esquecer meu sorvete de baunilha na casquinha.


Ilustríssima Senhora Morte,


insisto que não me apareça  sensual, provocante,


não desejo ser processado por assédio sexual.


E por último minha digníssima Morte,


não me apareça pedindo voto pra filho da puta nenhum,


não responderei pelos meus atos, te encherei de porradas,


nao quero ser enquadrado na Lei Maria da Penha.


Obrigado pela atençao e passe muitíssimo bem!!


 


 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 108 vezesFale com o autor