Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
221 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58166 )
Cartas ( 21211)
Contos (12860)
Cordel (10239)
Crônicas (22096)
Discursos (3147)
Ensaios - (9230)
Erótico (13453)
Frases (45314)
Humor (18941)
Infantil (4167)
Infanto Juvenil (3240)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138726)
Redação (2997)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5256)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A peleja da goiaba e do mamão -- 08/05/2017 - 12:48 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


segunda-feira, 8 de maio de 2017






A peleja da goiaba e do mamão




 






 


Poesia no Alerta Total – www.alertatotal.net


 


Por Eduardo Affonso


 


Não é entre o Bem e o Mal


Nem entre o sim e o não


A grande tribulação


Que dá no Juízo Final.


É entre a goiaba e o mamão


Pois um prende, o outro solta


E o mundo fica a dar volta


Girando feito pião.


 


A goiaba justiceira


Segura, enjaula, encarcera


Vem o mamão e libera


Dando início à caganeira.


A goiaba recupera


E retoma a dianteira.


O mamão engata a primeira


E a coisa degenera.


 


O que a goiaba proíba


Como nocivo e blasfemo


Vem o mamão, feito o demo


Exigir que nada iniba.


É este o duelo extremo


No país em pindaíba:


A goiaba em Curitiba


E o mamão lá no Supremo.


 


A disputa segue braba


Pra infortúnio da nação.


Se por bem não há razão,


Por mal, a casa desaba.


Ou se mexe o cidadão


Ou a peleja não acaba:


Que vença o juiz Goiaba


Que perca o Gilmar Mamão.




Eduardo Affonso é Poeta.


 




Postado por às 






Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui