Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
142 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58261 )
Cartas ( 21211)
Contos (12883)
Cordel (10242)
Crônicas (22109)
Discursos (3152)
Ensaios - (9254)
Erótico (13456)
Frases (45448)
Humor (18977)
Infantil (4205)
Infanto Juvenil (3289)
Letras de Música (5510)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138787)
Redação (3005)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1935)
Textos Religiosos/Sermões (5286)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Diolino -- 23/10/2013 - 12:38 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Diolino era a consumada corporificação da afobação. Do

falar ao falhar, todo seu ato o podia testemunhar.

Sua experiência de tecelão, ainda que breve, é como o

tufão: não está preparado para desfibrar as manobras

sedosas do algodão.

Tenta ser pedreiro, mas na falta do golpe certeiro,

fica sem saber o que passa enquanto não lhe seca a

argamassa. Desce a servente, mas é como carregar

tijolo quente e enquanto vigia, vai mesmo de

bóia-fria.

Até que um dia... na angústia mais sofrida, e na insana lida cheira,

sem antes dar uma lida, o rótulo da formicida.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 251 vezesFale com o autor