Usina de Letras
Usina de Letras
29 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10254)

Erótico (13559)

Frases (50353)

Humor (19993)

Infantil (5387)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->A Seca e a Corrupção -- 03/04/2017 - 14:49 (Antônio Rodrigues de Carvalho Neto) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


A Seca e a Corrupção





Como pode ser tão seco esse sertão?

Decerto é deserto,

Com o sol queimando tudo, sem direção...

E nada disso é ´&
39;certo&
39;,

O sertanejo sofrer tanto, sem solução!



Oh..Meu Deus.. que triste sina...

A seca tudo extermina,

Dizimando a plantação,

A semente murcha e encolhe...

O gado não resiste... morre,

Viver...só o milagre pode!



Enquanto a grana é desviada,

Com tanta obra inacabada,

Mais um ano sem colher nada,

Nessa triste terra queimada!



(Carvalho Neto)



O poema acima foi inspirado na vida difícil do nordestino, que luta para sobreviver, plantando em solo árido e seco, enquanto recursos públicos são desviados em obras inacabadas e sem sentido para a resolução dos problemas decorrentes da seca na região.



Tem raízes, também, no belo texto de um grande amigo, de quem sou fã e a quem pedi licença poética para pegar "carona" na mensagem. E, na íntegra, posto abaixo o texto original de Eduardo Sousa da Silva.



Ser tão



Como pode ser tão seco

o sertão?

Desertão, decerto!

Mas não é certo

ser tão injustiçado.



Obs: A imagem que dá sustentação à saga do Nordestino, retratada no poema, também, postado no Facebook, foi retirada do acervo do "Instituto Água Viva", disponibilizado na internet.


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui