Usina de Letras
Usina de Letras
38 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59252 )

Cartas ( 21241)

Contos (13139)

Cordel (10297)

Crônicas (22218)

Discursos (3164)

Ensaios - (9458)

Erótico (13486)

Frases (46690)

Humor (19309)

Infantil (4486)

Infanto Juvenil (3780)

Letras de Música (5482)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138398)

Redação (3058)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5558)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->MUDANDO DE NEGÓCIO -- 28/03/2007 - 19:19 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
MUDANDO DE NEGÓCIO

Não sou carioca, nunca fui ao Rio de Janeiro e não tenho a menor vontade de conhecer a capital fluminense. Mas não é preciso morar no Rio de Janeiro para saber que a coisa anda feia para quem vive na cidade maravilhosa, que aliás já não é mais tão maravilhosa assim. A violência chegou a tal ponto que não se está mais seguro nem mesmo dentro de casa; a qualquer momento uma bala perdida pode entrar pela porta, pela janela ou até mesmo atravessar uma parede e atingir o pobre morador no seu lar. E como as balas andam se perdendo no Rio de Janeiro. De duas uma: ou a cidade é mal sinalizada ou as balas não sabem ler. Porque senão elas não se perdiam tanto assim.
Eu me pergunto o motivo de tanta violência e criminalidade assim. E a única resposta que encontro é a de que o tráfico já não é mais uma atividade lucrativa como era até há pouco tempo. Talvez a guerra entre traficantes, com as milícias, ou até mesmo com a polícia esteja desencorajando o tráfico de drogas; talvez um combate mais eficiente na fronteira, nos aeroportos e nas estradas federais e estaduais estejam reduzindo a atividade dos traficantes que abastecem os morros do Rio de Janeiro.
Independentemente de ser esse ou não o motivo, a verdade é que os traficantes estão mudando de atividade. Agora ao invés de viverem do tráfico de drogas, estão vivendo dos assaltos. É como no comércio: se um negócio não está dando lucro, muda-se de atividade.
Eu só queria saber o que o poder publico vai fazer com relação a isso. Vai deixar a população a mercê desses bandidos, que não pensam duas vezes antes de começar a atirar para todo lado a fim de escapar da polícia, ou vai fazer com que não só esses criminosos sejam presos como condenados a fim de que percebam que apesar de tudo o crime não compensa?




LEIA TAMBÉM:
ANTES DO CAFEZINHO
GAROTINHO ESPERTO
ATRAVÉS DO ESPELHO
O POETA ESTÉRIL
SEI FALAR DE AMOR
EU PRECISO TE DEIXAR
O POETA SEM LIMITES
ESSAS MULHERES
DEFINIÇÃO DE MULHER
LEMBRANÇAS DE UM AMOR
O HOMEM ATORMENTADO
UMA TRAGÉDIA FAMILIAR
O DESTINO LHE PREGOU UMA PEÇA
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui