Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
96 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57091 )
Cartas ( 21170)
Contos (12605)
Cordel (10090)
Crônicas (22211)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13401)
Frases (43733)
Humor (18475)
Infantil (3788)
Infanto Juvenil (2711)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138301)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4885)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->No delírio da alvorada -- 17/02/2017 - 14:37 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
No delírio da alvorada

Jan Muá

17 de fevereiro de 2017





As águas vão sendo tocadas

delirantes

como rebanho

lago abaixo

senhorilmente sem pressa



Serpenteando

em pequenas ondas

ao mando

da brisa da manhã



É um espetáculo

observar como são movidas

passo a passo

pelo suave vento



Encanta ficar olhando

a ondulação caminhante

que leva a vida viajante

para os rumos da distância



O lago esmerila com magia

na superfície

como um trem de fantasia

solto pelos ocos do universo



As nuvens ajudam o espetáculo

muito sérias

Uma hora depois os primeiros raios

do sol da manhã

deram às águas um tom de prata

criando outra tela

para meus olhos

num dia deslumbrante.

Jan Muá

Brasília, 17 de fevereiro de 2017
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 74Exibido 151 vezesFale com o autor