Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
231 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58157 )
Cartas ( 21211)
Contos (12857)
Cordel (10239)
Crônicas (22094)
Discursos (3147)
Ensaios - (9229)
Erótico (13452)
Frases (45305)
Humor (18938)
Infantil (4161)
Infanto Juvenil (3234)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138720)
Redação (2996)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5253)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Amargar -- 20/12/2016 - 21:47 (Francisco Miguel de Moura) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

AMAR(GARR)...

 

francisco miguel de moura

 

Amar(garr!) é amar demais

sem partir-se, de cheio,

Corpo inteiro a trocar-se

na confusão do enleio.

 

Precisar de outro chão

até a alma ouvir sons:

Brigas, xingas, trombas

entre alguns frissons.

 

Quem ama bate forte

à luz de outro magma,

emenda carne e sangue,

suor, catarro e lágrima.

 

É sentir-se nu-vestido,

bebendo flácidos ais

num bolo temperado

de amargos, doces ácidos…

 

As vidas surgem ávidas,

vermelhas e escondidas:

Amor! Bicho do mato!

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui