Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
170 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58677 )
Cartas ( 21225)
Contos (13001)
Cordel (10257)
Crônicas (22150)
Discursos (3159)
Ensaios - (9335)
Erótico (13465)
Frases (45881)
Humor (19090)
Infantil (4324)
Infanto Juvenil (3494)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137799)
Redação (3032)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2423)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5388)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->TJN - 011 = O chichi como veículo pedagógico da boa educação -- 02/03/2007 - 17:51 (TERTÚLIA JN) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
CRONIQUETAS DO TEMPO MACILENTO



O chichi como veículo pedagógico da boa educação


Os indivíduos que desde miúdos foram bem educados não têm dificuldade alguma em evitar os vocábulos que se apresentam de mão-dada ao palavrão. Advindos da primeira fase em que diziam "quero-fazer-chichi", passaram naturalmente à fase seguinte com o autónomo "vou-fazer-chichi". Como é ridículo a um homem assumido andar armado em menino, os adultos despacham-se com o anúncio justificativo do "vou-urinar" e, se porventura a dama ou o cavalheiro se fizerem alinhar na procissão do escorreito esmero, informam os eventuais aconpanhantes com o elegantíssimo "vou-aos-lavabos". Eu, na minha modesta opinião, quanto às delicadas necessidades das pessoas, considero que a atitude mais adequada é o silêncio absoluto e proceder-se ao maneio consoante a situação e a circunstância.

Esclarecida a parte teórica, por todos reconhecida como a mais fácil de absorver, para se constatar com limpeza em que estado sujo está a boa educação dos actuais portugueses, bastará entrar - entrar não, só espreitar - a partir das 14 horas num qualquer WC de concorrido café. Ver-se-à, de nariz tapado com os dedos em mola, chichi por todos os cantos e inclusive até singelas pinceladas do famigerado produto adjacente. Todavia, ai do louco que com direito à indignação preventiva se volte para a sala e proclame em discurso-ápice: - Alto lá, ó grandessíssima cambada de fingidores higiénicos, nem os lavagentos suínos fazem da pocilga o chiqueiro que vocês fizeram ali dentro! A seguir, claro, encontrão dali, empurrão dacolá, uma sapatada e um socozinho por cima, é abrupamente lançado para a rua. Tomba no passeio e nesse crítico momento a plena luz do dia demonstra-lhe que caíu numa muito mais âmpla sanita pública.

Não vale pois sequer a pena pegar a ponta do fio à meada e fazer rodar a dobadoira. O leque da relação iria decerto perturbar os benquistos usuários-desabafantes deste fórum. Ó senão fosse a vassoura, o balde e o desinfectante do oportuno "webmaster".

A MORAL CIENTÍFICA

Uma pedra, uma flor
o mais pequeno ser vivo,
o chichi, seja o que for,
tudo-tudo é relativo!


António Torre da Guia


PS = Aproveito o ensejo para agradecer a "incentivante simpatia" que os mais "letrados-informados-e-sensatos" me dispensaram, possibilitando-me o lazer do comedido recolhimento que adoptei.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui