Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
32 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13080)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->À DERIVA -- 01/04/2016 - 22:12 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. À DERIVA!

Andarilho





Deixei meu coração à deriva

Nas brumas da paixão acomodado

Pensando ter um dia uma diva

Pescando no remanso ao meu lado!



Marulhos, um golfinho... água-viva

Debaixo de um céu bem estrelado

Com nuvens redigi uma missiva

E o vento a levou no seu traslado!



Na carta ofertei meu coração

Sem rito e sem taxa de adesão

Pra quem der mais amor do que poemas!



O vento inda me deve a resposta

Depois de percorrer o mar e a costa

Quem dera traga beijos... e não fonemas!



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 191 vezesFale com o autor