Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59271 )

Cartas ( 21241)

Contos (13147)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46709)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->TRIBUTO AO POETA BELCHIOR -- 11/04/2015 - 16:41 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

GALOS,NOITES E QUINTAIS

 

Quando  eu não tinha o olhar lacrimoso,

que hoje eu trago e tenho;

Quando eu adoçava meu pranto e meu sono,

no bagaço de cana do engenho;

Quando eu ganhava essse mundo de meu Deus,

fazendo eu mesmo o meu caminho,

por entre as fileiras do milho verde

que ondeia,com saudade do verde marinho.

 

Eu era alegre como  um rio,

um bicho, um bando de pardais;

Como um galo, quando havia...

quando havia galos, noites e quintais.

Mas veio o tempo negro e, à força, fez comigo

o mal que a força sempre faz.

Não sou feliz, mas não sou mudo,

hoje eu canto muito mais.

 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 116 vezesFale com o autor