Usina de Letras
Usina de Letras
62 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59266 )

Cartas ( 21241)

Contos (13145)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9460)

Erótico (13486)

Frases (46705)

Humor (19310)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138412)

Redação (3058)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5562)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->SOU SUCO DA MASSA -- 15/02/2015 - 20:24 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Peteticamente, estou só,

perdido, esprimido, sou suco da massa.

Transeuntes desconexos, apressados,

gente sem tempo, sem afeto, sem papo.

Solidão de quem não está só:

deprimente, fatigante, angustiante,

solidão de todos os dias,

rotineiramente, ultrapasso milhões de pessoas,

lábios estáticos, sorrisos embutidos

apertos de mãos amputadas.

Sou partícula da massa muda,

onde me infiltro, sentimentalmente filtrado,

na solidão irreversível de quem não está só.

 

Poema publicado em 1993

Livro Reversos Pg 16

Editora CEPE

 

bene22@ig.com.br

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 113 vezesFale com o autor