Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
220 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57766 )
Cartas ( 21192)
Contos (12699)
Cordel (10207)
Crônicas (22327)
Discursos (3143)
Ensaios - (9127)
Erótico (13426)
Frases (44561)
Humor (18707)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138417)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5040)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Tua Arvore -- 30/11/2014 - 22:56 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




Tua Árvore





Porque me sabes ler,

nunca analfabeto de mim

aprecio teus loucos momentos

a mim feitos sem nomes

sem palavras até

desenhados pelo ar

envoltos em pensamentos



até creio em caminhos

mesmo que não destino

trilhas

que poderemos fazer

se pés arrimados os nossos

calejados ou levianos



vou um dia te surpreender

querendo mais do que assim

subirei na figueira de onde vejo

a janela do teu quarto

e então ficarei crisálida

presa ao galho



aguardarei

sim

tua brisa de setembro

membro a membro

pés e asas

que nem tenho







----------------------------------------------------

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 38 vezesFale com o autor