Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
281 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57882 )
Cartas ( 21198)
Contos (12729)
Cordel (10220)
Crônicas (22337)
Discursos (3143)
Ensaios - (9148)
Erótico (13438)
Frases (44786)
Humor (18781)
Infantil (4017)
Infanto Juvenil (2971)
Letras de Música (5485)
Peça de Teatro (1324)
Poesias (138536)
Redação (2961)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5093)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A Justiça Cega que Vê -- 26/11/2014 - 22:56 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A Justiça cega que vê



Nesse mundo de injustiça

O Brasil é o pioneiro

Diz que não tem dinheiro

E carrega a grana escondida

Para o mundo inteiro.



O colarinho branco se perpetua

Mais rápido que a miséria

Que se dissemina...

Quando passamos na rua

O pobre discrimina.



Os sem colarinho

Quer tentar imitar

Perpetuando o crime

Chegando até a matar.



Mas como nesse país

Do contrário, as cores

Mandam e emanam poder

A justiça cega aqui vê.



O pobre deixa de crer

Caindo no abismo da escuridão

Cansado de dizer não

Ele transforma-se em mais um ladrão.



Marcelo de Oliveira Souza,IWA
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui