Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
51 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57118 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10093)
Crônicas (22215)
Discursos (3137)
Ensaios - (9018)
Erótico (13404)
Frases (43788)
Humor (18498)
Infantil (3796)
Infanto Juvenil (2725)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138322)
Redação (2927)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2402)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4899)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->FESTIVAL DE VERÃO 2003 -- 02/02/2003 - 11:07 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
FESTIVAL DE VERÃO SALVADOR 2003







Ao caminho deste tão disputado e divulgado Festival, em que se reúnem algumas das principais atrações de âmbito nacional, a minha expectativa era muito grande, pois o tempo estava deveras fechado, em uma noite de sábado que prometia muitas surpresas.

Pegando a Avenida Paralela, que agora está totalmente reformada, para o prazer dos moradores e ciclistas da região.

Chegando lá o tempo já estava bastante chuvoso, ao som da balada do BIQUINI CAVADÃO, Chove chuva, Vento e ventania, que realmente animou os menos afoitos, chegando a aceitar o “presente” dos deuses como uma benção, acreditando ser realmente um tônico para refrescar a alma.Foi o grupo que eu, realmente achei melhor, lembrando suas baladas de sucesso, com músicas de caráter reflexivo.

Durante alguns minutos de intervalo, se podia curtir os outros palcos, como o Tecno, com suas músicas eletrônicas, que animava realmente a galera, pulando freneticamente; O estande do TIM Celular, era um show à parte, bem criativo e animado, como as das rádios FM, tropical e Piatã, tudo bem organizado e dirigido para entreter o público durante os intervalos, que, sempre ao iniciarem as apresentações do palco principal, soava um cirene bem, alto para chamar a galera.

Veio o grupo CALCINHA PRETA, mostrando seu ritmo tipo forró-lambada, com suas cantoras gordinhas, ostentando suas barrigas e suas formas, com roupas minúsculas e músicas sensuais, que o povo mais gosta, e tanto faz o sucesso da juventude, serviu para animar o clima.

A apresentação de Zezé de Camargo e Luciano, bastante romântica, em que os cantores mostravam-se bem educados e atenciosos com o povo de Salvador e com os incansáveis fãs, que faziam fila para invadir o palco, durante suas apresentações, para beija-los e declarar-lhes amor eterno, inclusive um rapaz, perdeu a vergonha e foi abraçar o seu ídolo.

Mas o que esquentou, como sempre, foi o grande, CHICLETE COM BANANA, tomando todos os lugares,do palco principal, em uma animação rotineira e famosa, de todos os partícipes e artistas, com sucessos antigos e novos. A polícia que não gosta nada disso, pois seus truculentos servidores têm muito mais trabalho quando a banda aparece, denotando já ter ciência desse fato, pois a turma se reforça sempre durante as apresentações desse grupo, é como se diz aqui: “Sai debaixo que já vem o Chiclete!”.

Quanto às outras apresentações fiquei sem ver, pois tinha compromissos profissionais a cumprir, mas fiquei feliz por ter presenciado este FESTIVAL DE VERÃO 2003, e constatar a contagiante animação das pessoas, e a organização da equipe competente, ficando somente a dever, quantos ao sistema de transporte,que na ida, antes das apresentações, tem à vontade, mas, quem desejar sair mais cedo, é pbrigado a ficar de plantão, esperando a multidão lotar o buzu, senão não tem serviço de coletivo.



Marcelo de Oliveira Souza

02/02/2003

Tel 71*91253586





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui