Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
130 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57036 )
Cartas ( 21169)
Contos (12598)
Cordel (10077)
Crônicas (22200)
Discursos (3134)
Ensaios - (8999)
Erótico (13395)
Frases (43634)
Humor (18454)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2687)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138231)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4851)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AQUILO -- 08/04/2014 - 22:53 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Aquilo



Abdominalmente aguda a sensação de indiferença

necessariamente tingida de um bom senso abominável:

assim perduram longos e misteriosos anseios

desconhecidos meteoros de questões irresolutas.



Aonde haverá um espaço para um absorto e temível beijo

que não pergunte nem fuja, que se enferruje

de tempo?



Que feito bêbado abuse, que não se importe e invada

que não aguarde nem corra nem considere que deva

explicação

boa forma

delicadeza

crueza



que simplesmente me atinja como se rouba uma fruta

como se pula uma cerca, sem permissão nem aviso.



Que só e apenas revele um fundo vindo de um corpo

onde lateja um vulcão, que feito o meu

queime tudo







------------------------------------------------------------------
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 66 vezesFale com o autor