Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
104 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57036 )
Cartas ( 21170)
Contos (12600)
Cordel (10077)
Crônicas (22200)
Discursos (3134)
Ensaios - (9000)
Erótico (13395)
Frases (43636)
Humor (18454)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2687)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138232)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4851)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->DESASTRE com ruido -- 05/03/2014 - 23:06 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


DESASTRE com ruído



O silêncio me leva como barco

e as correntes parecem as horas

passagens de coisas vivas

atiram vagarosas seus segredos.

Como driblar barulhos toscos

se inteira me entrego a ouvir as vozes

porque a vida é o mistério que se mostra

sem mistério nem nada que se esconda?



É um oásis o silencio do silencio

com sua túnica em deslize que me toca

e por mais que sobrem ruídos à minha volta

há uma chave que me leva como boca.

Sou um beijo silencioso, uma gota

quase orvalho na janela ou na folha,

sou ausência disfarçada de barulho

para então morrer na rua

quase rouca







-----------------------------------------------
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 34 vezesFale com o autor