Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
70 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57115 )
Cartas ( 21170)
Contos (12599)
Cordel (10093)
Crônicas (22214)
Discursos (3137)
Ensaios - (9018)
Erótico (13404)
Frases (43776)
Humor (18492)
Infantil (3793)
Infanto Juvenil (2720)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138319)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2402)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4894)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Brindemos à Mulher -- 03/03/2014 - 17:04 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Brinde à Mulher



Na confusão do dia a dia

Muita coisa se perde

Muita coisa se cria,

A mulher aparece...



Toma o seu lugar

E muito se esquece...

Num corpo ela faz tudo,

Pondo-se a amar.



Sonha, trabalha, procria

Uma perfeita sinfonia,

Diante dessa postura

O homem esquece...



A mulher é mulher!

Tem que ser amada e cuidada,

Quando ela sofre,

Enfrenta o seu drama isolada.



Apanha, chora e ninguém faz nada!

Pois os covardes à espreita

Estrangulam a independência da mulher

De uma forma desvairada.



Brindemos ao sexo dito frágil

Que nos abençoa e nos ama

Desde o nascimento até o final

A mulher é o tom rosa sensacional

É a alegria e continuidade...



Mãe, esposa, filha ou amante

Nada nos separa...

Só nos une de uma forma visceral

Brindemos a mulher,

Brindemos à vida universal.











Marcelo de Oliveira Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui