Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
128 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57014 )
Cartas ( 21168)
Contos (12608)
Cordel (10073)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13393)
Frases (43608)
Humor (18447)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2676)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138217)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Entra... -- 07/01/2014 - 00:01 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


ENTRA...



Por dentro esófago liso

e uma sede

incandescente



ao lado coisas ruidosas

com ruído de muita gente



haverei de atravessar avenidas sim

como as já cruzadas da vida

talvez procurando por isso

azul

não tenho palavras



quando senti teu instante achei

que eu não tinha o antes

por dentro agora estou lisa

preciso que entres e vejas



me digas se ainda me salvo

ou morro assim com minha sede





-------------------------------------------

___________________________________
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 61 vezesFale com o autor