Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
101 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57028 )
Cartas ( 21168)
Contos (12587)
Cordel (10075)
Crônicas (22191)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43621)
Humor (18450)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2681)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138222)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4849)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Amor nos tempos -- 01/01/2014 - 23:49 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Amor nos tempos



Nessas horas em que estás no mundo

partícipe ou príncipe, rei ou riacho

barco direcionado com mapa e luz



nos dias em que me atiras, janela afora

embora junto e tão delicado

cheio de amores

sóbrio senhor



confundo-me como ave, tonta

sonolenta e perdida à toa

com meu calor.



Não porque queira somente a ti

já que a vida é vasta, e nem te sei.



Não pelo instante em que fique só.



Minha parcela é de culpa inteira:

te sei sem dono,

me sei assim

mas não plantei uma cerca viva

a segurar

teu olhar fugaz...

Como faziam as tais mulheres

nos tempos idos

de nossa avó



Já está impossível render-se à dor:

a lua é minha, a noite é inteira

e nossa marca agora sem cerca

é toda tua

mesmo sem flor.

Já não me atiro, nem adoeço

apenas sei

que assim é o amor



------------------------------------------
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 47 vezesFale com o autor