Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
195 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58139 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9226)
Erótico (13453)
Frases (45289)
Humor (18935)
Infantil (4156)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138700)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->DIALOGO DE DOIS CACHORRINHOS DA PÁ VIRADA -- 06/08/2011 - 08:52 (getulio silva) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

DIÁLOGO DE DOIS YORKSHIRE,

MINHA VIDA... MEU CÃO!

 

 

Nina é a dona da casa, chegou primeiro com apenas um mês de idade e já tinha caminha e colerinha, uma baronesinha cheia de caprichos e assim, dominou a casa e os corações dos pais!

Uma bebezinha chorona e cheia de vontades e desejos.... Fazia xixizinho em todos os Lugares do apartamento e cocozinho também!Só queria mamar se a mamadeira fosse cor de rosa, afinal, já era uma baronesa!

Más com o tempo e com muito carinho dos pais, ela foi aprendendo a fazer suas necessidades no lugar certo e aprendeu tudo isso muito rápido, aliás, uma baronesa tem que ter classe. Aprendeu a tomar banho, escovar os dentes e secar os pelos. Virou uma dondoquinha muito chique. Agora com dois aninhos ela já é mãe do NINO o seu filhinho arteiro e moleque danado!O nininho é um cãozinho abençoado, pois nasceu no dia de natal do ano de 2010.

 Ah, o Nininho veio pra alegrar a nossa casa e fazer companhia a ela também! Ele é bem travesso e se comporta como uma criança mesmo! Com o seu nascimento, a baronesinha NINA não perdeu o seu reinado não! Continua com toda pompa e circunstância, indo ao veterinário todo mês, ao Pet Shop tomar seu banho e fazer a tosa higiênica... Uma rotina de baronesa! E quando volta do lazer,cheia de laços de fita na cabeça, parece até uma bonequinha de luxo!

Com a chegada do Nino, ela ficou meio enciumada pensando que ia perder as regalias, mas com o tempo, se acostumou com a idéia de ter um filinho danado correndo pela casa e compartilhando alguns dos seus brinquedos com ele, afinal mãe é mãe. Bom! O diálogo a seguir eu juro que presenciei e que é muito comum entre eles:

Ao tocar a campainha do apartamento, os dois saem correndo em desatino e então:

A nina diz: - É o meu papaizinho que ta chegando do trabalho, ele vai me dar biscoitinhos há há há... Eu sou boazinha! O papai me ama... E você é arteiro vai ficar de castigo! há há há...E quando a porta se abre, os dois vão para o colo do papai que os enche de carinho e muitos beijos. Eu vejo até o sorriso da Nina, feliz da vida e doida pra ganhar os petiscos trazidos por ele.

O Nino como todo moleque travesso diz: - Ele trouxe pra mim também... O papai é muito bonzinho, o pacote azul é meu RA RA RA Eu sou o menininho dele... Então, a Nina sai correndo e busca a coleira para o pai levá-la ao passeio diário!

 

Na volta, os dois comem a comida trazida e depois vão brincar com a bolinha e pulam nos sofás, nas mesinhas, na cama... Uma loucura!

E agora, mais calmos, cada um busca o seu lugar no sofá, pois o pai vai assistir a TV e eles não desgrudam desse pai carinhoso.

A Nina já tem seu lugar cativo, e não abre mão dele não!É na parte de cima do sofá, atrás da cabeça dele, vez ou outra ela da uma lambidinha na orelha dele e o Nino fica aos seus pés, dando pequenas mordidas, pois esta trocando os dentinhos e isso lhe acalma um pouco mais!

E como todo moleque danado que gosta de fazer uma arte, ele tenta tomar o lugar da baronesinha e ela fala:

- O lugar é meu e ninguém me tira daqui não! Eu sou a filha do barão da borracha e você fique quieto, senão o papai, não lhe leva pra passear amanhã.

E nessa briguinha de cachorros, é melhor não colocar a colher de pau... Eles que são cães acabam sempre se entendo!

Ah, como essa vida de cão é dura!

 

Getulio Silva 05/08/2011.  

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui