Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
108 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57023 )
Cartas ( 21168)
Contos (12612)
Cordel (10075)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43615)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2679)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138224)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4848)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Pra Tu -- 20/12/2013 - 21:35 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


PRA TU



Um rubro vendaval de vapor frio

agarra-se à minha saia

e não lhe peço

que saia.

Posso sentir você misterioso

cheio de coisas inexplicáveis

folhas desenhadas em mim

sem orvalho.



És uma canção inesperada

cheio de calçadas desconhecidas

eu

bota de algum passeante

cambaleante

pisando teu esqueleto

para ver se destruindo-te

sem te destruir assim

como dizem,

salvo-me





_____________________________________________
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 41 vezesFale com o autor