Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
103 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57014 )
Cartas ( 21168)
Contos (12608)
Cordel (10074)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13394)
Frases (43611)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2676)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138217)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Esta coisa -- 03/12/2013 - 11:17 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Esta coisa (30/05/2012)



Habitamos uma parte da Terra

que não sabe-se bem o que é

não tem as arestas do tempo

e sempre é momento

ou vez.



Eu e você.



Você diz que está muito feliz

e não vejo precise de mim.

Eu nem sei se te tenho

ou quê

ou se apenas te quero

e fim



Nesta coisa maluca – nós dois-

sobrevivo por não preocupar

não traçar qualquer

“tem que ser”.

Mentiria se não te tentasse

buscasse

cantasse

sonhasse



Como éden, jardim, cordilheira

não razão mas...quimera

sem coleira

sem era

nem beira





maio 2012



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 68 vezesFale com o autor