Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
225 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58098 )
Cartas ( 21211)
Contos (12859)
Cordel (10239)
Crônicas (22077)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13450)
Frases (45241)
Humor (18924)
Infantil (4144)
Infanto Juvenil (3223)
Letras de Música (5502)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138674)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5243)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->MUSGOS e Muros -- 12/09/2013 - 01:25 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


MUSGOS e MUROS





Se você me permitisse

aprenderia a te ver

inteiro e por inteiro

sem riscos

cristal translúcido e liso

ou não



com vida cheia de luz

atrito de tanto ser

do avesso que é lado certo

distancia próxima assim



eu quero tua permissão

para passear os meus olhos

tocar com voz teus sinais

como se fossem os meus



se você me permitisse

aprenderia a devorar

quilômetros, precipícios

desses que a vida constrói

sem nosso consentimento



e os muros seriam velhos

cheios de flores e musgos

para guardar esta história

cheia de plantas e mar

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 66 vezesFale com o autor