Usina de Letras
Usina de Letras
17 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10255)

Erótico (13559)

Frases (50353)

Humor (19993)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->Vaidade saudável -- 22/09/2006 - 21:27 (Ana Maria de Oliveira Ramos) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Vaidade saudável

Linda, maravilhosa, elegante, graciosa, alegre, contagiante! É assim, uma das minhas melhores amigas. Sua beleza maior, entretanto, aquela que ela mesma custa a perceber, se é que percebe e que é fundamental para mim: é a beleza interior. Ela já é quase sex, pra não falar a palavra horripilante e assustadora, cá entre nós, "sexagenária", e que irá lhe causar arrepios ao perceber isto.
Que ninguém jamais saiba a quem eu estou me referindo em especial e que nunca essa querida amiga possa ser identificada por vocês ao lerem tão carinhoso relato, a não ser por sua própria decisão. Por eu ser muito leal, ela será a primeira a ler essa crónica, feita numa noite de um sábado imensamente solitário, depois de uma quase-terapia telefónica com ela, de quase uma hora!
Sua beleza se expressa na lealdade, na bondade e na caridade ao próximo e na fidelidade demonstrada em pequenas ações do dia-a-dia, no seu comportamento imutável ao longo dos tempos, no desprendimento em ouvir meus lamentos, em tentar mostrar os caminhos melhores a serem por mim seguidos e, ao final, em ser alegre e conseguir me alegrar, em ser extrovertida e conseguir me animar, em ser sincera e me contagiar!
E também, sei que ela se sente, igual a mim, realizada por ser uma mãe amorosa e ter conseguido informar e cuidar bem, e não só formar adequadamente seus três filhos, por sinal, de idênticas idades e qualidades dos meus. Não querendo ser presunçosa, posso dizer que há uma verdadeira, benéfica e saudável semelhança física, além de um exemplar e similar comportamento ético e moral entre nossos filhos!
Minha amiga é elegante, altiva, excelente na sua especialidade e uma profissional sempre atualizada, mas antes de tudo demonstra uma imensa vaidade, acima de qualquer outro valor. E olhem que ela é cheia de prendas que com certeza também seriam salientadas ou apareceriam do mesmo modo, mesmo se ela não fosse tão vaidosa! Creio que sim, pois sua contagiante alegria seria mostrada até mesmo se ela fosse feia, mal vestida, pobre ou sem outras qualidades. E sabem mais? Ela até poderia ser identificada facilmente entre aqueles com quem ela convive, principalmente quando está estressada, pois não consegue conter seus instintos, fala a verdade mesmo que fira seus pares, mostra coragem, enfrenta a todos com rigor e sem limites, desde que se sinta com a razão, o que geralmente a tem!
A vida lhe pregou peças emocionais inconfessáveis e que jamais aqui poderão ser reveladas, pois temos entre nós duas, um código e um pacto de sigilo de amizade! Vocês conhecem tal pacto? Visa à preservação da confiabilidade, a necessidade do aconchego, a possibilidade do desabafo, do respeito mútuo e a verdadeira expressão do que se entende por se ter um amigo! Tão bom poder contar com ela e ter com quem poder compactuar tal expressão de profunda amizade!
Penso até que ela sofreu e sofre mais que eu, pois não se livrou do motivo de sua amargura, da obrigação de conviver com a mágoa pela falta de respeito existente em momentos do passado, enquanto ela era jovem e até mais bonita, de conviver com quem certamente ainda é por ela muito amado, mas infelizmente não mais inspira confiança, fazendo-a sofrer no mais íntimo do seu ser, apesar de sua aparente felicidade e alegria, parecendo estar tão de bem com a vida!
Ah, grande amiga... Nem nos falamos muito e não temos compromissos diários ou semanais. Mesmo assim, parece que estamos telepaticamente ligadas através de ondas positivas, que disparam ao comando de nossas necessidades emocionais. Você me conta que já fez aspirações lipídicas aonde devia e não devia, já realizou correções estéticas que a cada dia a tornam mais bonita, mais sedutora, mais elegante, mais autoconfiante, com imensa auto-estima e mais satisfeita com sua imagem, e me aconselha a fazer igual!
Penso muito nos seus conselhos, em tentar corrigir as deformidades físicas causadas pelo tempo, mesmo tendo que enfrentar as possíveis complicações decorrentes de cirurgias! Escuto seus conselhos, repenso, e não sei se para mim terá sentido ou valerá a pena tentar! Minhas possíveis correções não estão no físico. Estão nas emoções e nem sei se após conseguir realizar tais cirurgias emocionais terei momentos disponíveis para trabalhar a parte física, pois creio que o tempo é curto demais para tais recursos estéticos.
Meu desejo maior seria o de realizar cirurgia plástica radical no meu espírito, no meu emocional, na minha paz, na minha tranquilidade, na minha alma, na minha vida! Grata pela tentativa de me tornar tão vaidosa quanto você! Grata por ser minha grande amiga! Grata por me escutar, por me amar, por tentar me elevar a auto-estima e tentar me tornar mais feliz! Mas principalmente grata, por ter aparecido no meu caminho!


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui