Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
70 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57091 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10090)
Crônicas (22209)
Discursos (3136)
Ensaios - (9013)
Erótico (13401)
Frases (43733)
Humor (18475)
Infantil (3786)
Infanto Juvenil (2710)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138298)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4885)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Minuto -- 25/02/2013 - 10:01 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
MINUTO



Um instante existencial sem escudo

livre do gatilho automático

arromba esta manhã feito espasmo

e pasmo



leio na entrelinha do meu medo

tantos subterfúgios indispostos

alma que se ajeita vira estátua

alma que se atira guarda o gosto



Não: não há defesa que te cale

sempre que essa força te reclame

vou ouvir seu grito feito encosto

vou saber de mim como quem sabe



é por um instante sem retalho

tudo bem inteiro e sem recalque

vou é respirar a liberdade

mesmo que o bom senso me atrapalhe





>>>>>>>***********************************>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 121 vezesFale com o autor