Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
112 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57397 )
Cartas ( 21182)
Contos (12616)
Cordel (10142)
Crônicas (22260)
Discursos (3139)
Ensaios - (9065)
Erótico (13414)
Frases (44153)
Humor (18595)
Infantil (3854)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5477)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138563)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2409)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4945)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O Rei do Baião -- 13/12/2012 - 19:09 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Rei do Baião





Ai que saudade

Do rei do baião

O homem da sanfona

Que começou no sertão,

Mostrando com alegria

O que o nordeste tem,

Ostentava a sua vestimenta

De capitão!



O grande Gonzagão

Filho de Januário,

Cantou tudo com galardão,

Sua vida era o acordeão.

Criou o xote e o xaxado,

Exaltou o nordeste,

Com olhar de apaixonado,

Lá onde a secura domina.



Com sua música

A agonia virou alegria

De quem conseguiu

Transformar o enxabido

E sofrido nordestino

Num herói destemido,

E com seu dever cumprido

Foi iluminar o céu

Do nosso mundo

E nunca mais

Será esquecido!





Marcelo de Oliveira Souza



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui