Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
122 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57036 )
Cartas ( 21169)
Contos (12599)
Cordel (10077)
Crônicas (22200)
Discursos (3134)
Ensaios - (9000)
Erótico (13395)
Frases (43635)
Humor (18454)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2687)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138231)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4851)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->FRONTEIRA -- 15/09/2012 - 17:23 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Fronteira



Como ponto em linha de costura

uma agulha fina me percorre

alinhava o mundo ao meu sufoco

e descubro-o insano

mundo rouco.



Mundo todo, eu

em partes feita

meio longe assim de estar inteira

costurada em pontos com a Terra

rouquidão como vulcão

me desespera



Venha olhar a lua

lua esfera

emprestada e grave a esta Terra



Pela linha austera que percorre

minha pele humana e o que existe

arriscado o mundo fora e dentro

sou o meio

mudo

sem remédio.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 104 vezesFale com o autor