Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
106 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57372 )
Cartas ( 21181)
Contos (12603)
Cordel (10136)
Crônicas (22255)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44126)
Humor (18583)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2801)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138539)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Mundo e Deserto -- 11/02/2012 - 03:22 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
MUNDO e DESERTO



A sórdida praia dos homens

abana com sugestões.

Seres de humanos prazeres

dores de metálicos pudores:

nossa festa tem deixado a desejar

amarrada e gasta

como festa.



Ao redor da realidade pintada

existe a solidão ou o barulho

e em torno ao mundo desordenado

a ordem do medíocre corriqueiro.



Vejo os limites esvoaçados

entre o doente e o que se arvora

normal

e então passeio pela praia

e descubro que ela é feita

de sal.

Nem sombra

nem mar

nem luar:

apenas as almas nuas

restos de consciências espúrias

e pairo no mundo a desejar.



É bom respirar o frio

quando queimam as entranhas desesperadas

e então suspeitar a liberdade

como nome

caminho

mar.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui