Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
87 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57395 )
Cartas ( 21182)
Contos (12616)
Cordel (10141)
Crônicas (22260)
Discursos (3139)
Ensaios - (9065)
Erótico (13414)
Frases (44153)
Humor (18595)
Infantil (3853)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138563)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2409)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4945)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Gandaio - Parte do Livro Conto e Reconto -- 08/01/2010 - 22:21 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Gandaio


Muitas histórias bonitas acontecem entre a relação entre animais e pessoas, alguns seres humanos preferem até ficar na companhia dos doces bichinhos, do que dividir o teto com outra da sua espécie, pois o relacionamento humano anda tão turbulento que estamos perdendo a confiança no nosso semelhante e o pior, perdendo a nossa principal característica, a humanidade.
Uma dessas lindas histórias aconteceu na minha infância, quando o meu irmão foi presenteado com um filhote de ave, psitacídea da espécie jandaia, por isso adaptamos o nome e o batizamos de Gandaio.
Foi uma grande alegria a sua chegada, ainda peladinho, somente comia pão com leite, não queria saber de outra coisa, nem quando cresceu mudou o seu prato.
Quando adulto aprendeu a identificar os familiares, quem não era de dentro de casa sofria, era um verdadeiro “cão de guarda” minha tia Jájá que o diga, o bichinho ia direto no lábio inferior dela, ficava preso que ninguém soltava; outra vítima dele foi Roquinho o menino miudinho que morava em frente à minha residência, a “ave de rapina” saia caçando-o até a saída de casa, mas Gandaio também teve as suas encrencas com outros animais, os gatos então... viviam perseguindo-o, rondava o quintal constantemente, a gente tinha que ficar em alerta, pois toda vez que ele estava na iminência de ser atacado, Gandaio se assustava e terminava fugindo para outras pairagens, para reavê-lo era uma verdadeira odisséia.
Outro adversário que ele conheceu foi um rato, que de madrugada terminou levando parte do seu dedo, ficando assim, como uma marca registrada, que o destacava diante de outro da sua espécie, sendo mais fácil localizar e exigir quando algum esperto se apropriava indevidamente do animal.
O Restante do conto somente adquirindo o livro de contos:
Conto & Reconto
Pedidos tel 71-81553677
R$ 20,00 entrega pelos correios para o Brasil
O Equivalente a 15,00 dólares em sua moeda para todo nosso mundo!
e-mail marceloosouzasom@hotmail.com
Marcelo de Oliveira Souza


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui