Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
84 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57367 )
Cartas ( 21181)
Contos (12598)
Cordel (10136)
Crônicas (22252)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44122)
Humor (18580)
Infantil (3845)
Infanto Juvenil (2800)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138537)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4943)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Natureza Morta -- 22/08/2011 - 16:58 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Natureza morta





A natureza é uma obra de arte

O verde que estava em qualquer parte

Hoje já temos que nos esforçar

Para curtir a beleza da vida.



A obra mais complexa e querida,

Os animais lindos como camafeus

Livres e alegres cantando por todos

Cantos de meu Deus...



Sofrem a perseguição

Num rosário de prantos.

O tráfico aprisiona

O belo e simples

Castigado pelo homem

Ganancioso.

Que transforma tudo

Ao seu redor, malicioso!

A mais perfeita flor

Virou plástico sem sabor,

Que horror!





A mais perfeita beleza

Sofre agonizante

Pulverizada adiante

Transformada em torre,

Mirante, móvel, viaduto!



E tudo que era lindo

Quando criança,

Hoje, adulto...

Sofro, agoniado...

Em qualquer parte

Desesperado...

Me contento com arte morta num quadro

Esperando que um dia

Possamos olhar com alegria

A volta da beleza

Dessa imensa natureza.

Que triteza!







Marcelo de Oliveira Souza



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui