Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
41 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59061 )

Cartas ( 21235)

Contos (13084)

Cordel (10287)

Crônicas (22192)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46425)

Humor (19256)

Infantil (4428)

Infanto Juvenil (3686)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138178)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->NÃO ENSAIEI NENHUM ADEUS! -- 06/08/2011 - 21:33 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438350886614300
NÃO ENSAIEI NENHUM ADEUS!

Silva Filho





Se te foste... não houve despedida

Não ousamos dividir os ‘meus’ e ‘teus’

Pro evento... nem ensaio, nem adeus

E nem mesmo abri a porta da saída.



O vazio me avisou... não há ninguém

Na alcova encontrei roupas no chão

Numa delas encontrei meu coração

Carimbado... com a marca de refém.



Desde então... calou algo em meu peito

Faltou ar... faltou luz... também canção

Sou um rio despojado do seu leito.



Tenho aqui... pra apertar a minha mão

Um soneto que também fez um trejeito

Quando viu desmoronar essa paixão!



/aasf/

15/05/2009



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 167 vezesFale com o autor