Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
221 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57766 )
Cartas ( 21192)
Contos (12699)
Cordel (10207)
Crônicas (22327)
Discursos (3143)
Ensaios - (9127)
Erótico (13426)
Frases (44561)
Humor (18707)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138417)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5040)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Fogo nosso de cada tempo -- 24/05/2011 - 23:07 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Fogo nosso

de cada tempo



Se quiseres alguma coisa

que sejam tardes de sol

ou mesmo noites de chuva

a dois.

Que exista qualquer espaço

de tempo, rua ou varanda

ou mesmo de mar e areia

como uma estréia;



que possa ser a primeira

de tantas

e tantas brechas

que deixem ser quase dois:

a fenda que permitamos

que tenha cara de nós.



Que possa haver um lugar

onde eu permita que fiques:

sozinho

alegre ou triste

conforme a tua canção.

E que eu não invada ou pise

nem mesmo por acidente

as tuas marcas de gente

só tuas

brilho e calor.



Que saibas aparecer

sempre que eu pense “nunca”

e quebres meus desalentos

na beira do desistir.



Qual fio que não se rasga

ou mera flor de jasmim

que vai perfumando o mundo

vencendo o tempo

e o fim...


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 190 vezesFale com o autor