Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57094 )
Cartas ( 21170)
Contos (12595)
Cordel (10090)
Crônicas (22210)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13401)
Frases (43740)
Humor (18478)
Infantil (3788)
Infanto Juvenil (2712)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138304)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4886)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->VOZES INTENSAS -- 12/04/2011 - 20:12 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


 

VOZES INTENSAS QUE ACOSSAM O MEU OLHAR
Jan Muá
Agunchos, 12 de abril de 2011


Misturam-se águas apressadas
no abraço dos rios


Misturam-se pedras e areias
Misturam-se lembranças
Com marcas de rio

Há no areal da foz salgueiros e freixieiros crescidos
E ramos vergados
cobrindo pedrinhas roliças
Perdidas nos vagos da água

Há imagens de areais brancos raiados pelo sol límpido da tarde
Que criam lampejos habitados
De tempos e figuras nadando no rio

Há o Canastrel e o Pontão
E todos os símbolos que vogam líquidos por aqui
Ao sabor do devaneio da água corrente
E cantante da cascalheira

Que muito apressada
Nem nota que estou aqui a vê-la passar.



Agunchos
12 de abril de 2011
Cabresto- Pontão
Na foz do Louredo, na junção com o Tâmega 



 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 74Exibido 280 vezesFale com o autor