Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138234)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Dialogando com o ID -- 23/03/2011 - 09:22 (Alan Carlos Dias) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Hoje meu pênis reclamou comigo

Disse que cansou de ser apertado pelas minhas mãos

Fazer amor assim não tem graça

Me cobrou uma atitude

Calou – se a pulsar descontentemente

Mas antes, saltou a minha frente

De forma indignante,

Olhei para ele sem nada dizer

Embora o silêncio dissesse tudo

Refleti e concordei

Olhando as mãos que o seguram

Masculinas demais

Como pude, perguntei.

Desejo louco? Não!

Simplesmente desejo

Saciabilidade!

Cansei de esperar quem nunca vem

Recorri a Masturbação

Revelo minha aflição

Morena, ainda te quero.

Com meu sexo te espero

Até quando?

Já não sei!









Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui