Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138234)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Interminável Espera -- 20/03/2011 - 11:28 (Alan Carlos Dias) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Fiquei horas esperando

Olhando em perspectiva pela porta da sala

Sentado desolado no sofá

Sentindo meu próprio cheiro

Na companhia silenciosa do computador

Meu amigo, confidente estranho

A quem sussurro tantas lamúrias

Nada fala, mas mostra tudo que digo.

Mesmo que em preto e branco

Faz parte da minha vida.

A tv insistia em chamar atenção,

Calei-a com um toque no botão

Mas meu olhar se perdia a cada minuto

Na direção da rua escura e deserta

De repente um barulho!

Não era o que eu imaginava!

Apenas um estranho

Fez o peito acelerá um segundo

Não era medo, era emoção.

Que aos poucos se esvaziou em lágrimas

Meu olhar se perdeu numa espera

Um silêncio interminável

Quebrado pelo barulho da chuva

Que me banhou de saudades

Fazendo-me companhia

Agora tenho certeza, já passa das dez...

Ela não mais virá!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui