Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
89 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58137 )
Cartas ( 21211)
Contos (12854)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13452)
Frases (45281)
Humor (18935)
Infantil (4153)
Infanto Juvenil (3230)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138695)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Ambíguo -- 10/12/2010 - 03:22 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




Ambíguo



Sei do reflexo teu

que guardo

mutável e incerto

você.



Tens o direito ao espaço

inteiro e todo

por ser duvidoso

por nunca cobrar nem trocos

nem dar a palavra final.



Podes o tempo meu

porque teu.



Por ter percorrido os momentos

esquecendo de entrar no trem

e nunca por nada mesmo

ter

pronunciado

adeus



Sei dos teus olhos escuros.

Das voltas

regressos

fugas.



Todas as dúvidas tuas

podem ficar

pra valer.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 162 vezesFale com o autor