Usina de Letras
Usina de Letras
19 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61949 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10254)

Erótico (13559)

Frases (50353)

Humor (19993)

Infantil (5387)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140710)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Marés -- 24/11/2010 - 09:56 (Anita de Souza Coutinho) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
MARÉS



Na beira do mar

do meu peito

ondas brincam

me matam

me afogam

me iludem

tentam

me fazem querer

me fazem pulsar

alguma maré cheia

de esperança

amor

ou gana.



Tentam

me fazer

querer mais do que posso

longe de teia de destino

e do que a vida trama.



Na beira do mar

do meu peito

vai,

agora, pelo menos,

um verso com defeito

como sonho que acordou

e não conseguiu sair da cama.



Na beira do mar do meu peito

vai um silêncio

perfeito

e tudo aquilo que pretendo

começar a fazer direito.



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui