Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
110 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57059 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10081)
Crônicas (22199)
Discursos (3134)
Ensaios - (9004)
Erótico (13395)
Frases (43651)
Humor (18457)
Infantil (3773)
Infanto Juvenil (2689)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138246)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4855)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Tempo bom -- 12/11/2010 - 03:07 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Tempo bom





Perdi um tempo quieto

que não enchia a boca

com produção.

Solitário como o mar

que leva-se dentro

e firme

como os faróis de fora

que servem para guiar.



Lá estava ele a me salvar

dos relógios com cara

dos passos de salto

e dos trens

(não:

não dos trens que passam

e a gente somente

vê.

Dos trens que empilham pessoas

por bruta necessidade

das pessoas...)



Lá estava ele

com sua permissividade

improdutiva

leve

quase feliz.



Eu o perdi de bobeira

por deixá-lo esperar

e avisar.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 179 vezesFale com o autor