Usina de Letras
Usina de Letras
60 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59276 )

Cartas ( 21241)

Contos (13148)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9464)

Erótico (13486)

Frases (46713)

Humor (19313)

Infantil (4488)

Infanto Juvenil (3785)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5564)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CENTRÃO DA CIDADE GRANDE -- 06/11/2010 - 01:10 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
EDIFICIOS CIZENTOS


COMPONDO A SELVA CINZENTA


NO GLAMOUR DA NOITE,


NAS ESQUINAS FRIAS


MESAS DE NINGUÉM


AMORES DE TODAS AS CORES


BÊBEDOS, GIGOLÔS, CHARLATÕES


AMORES DE NINGUÉM


MUSICAS RUIDOSAS


VOZES SE MISTURAM


CALÇADAS SINUOSAS


CARTAZES SEMICAÍDOS


ORNAMENTANDO CENTRÃO


NOS ANTIGOS CINEMAS


FIÉIS ROGAM PELA SALVAÇÃO


HOJE SÃO TEMPLOS RELIGIOSOS


COM PASTORES EVANGÉLICOS


CURANDO NO ATACADO PARAPLÉGICOS,


INCERTEZAS VISTAS DE PERTO,


NO EFERVESCENTE CALDEIRÃO


O CENTRÃO DA CIDADE GRANDE


LIMITE EXTREMO DA ILUSÃO


 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 348 vezesFale com o autor