Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
200 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59111 )

Cartas ( 21236)

Contos (13108)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9435)

Erótico (13481)

Frases (46498)

Humor (19274)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138219)

Redação (3052)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5520)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CANTO DE PEDRA -- 01/11/2010 - 13:07 (Lílian Maial) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. CANTO DE PEDRA

®Lílian Maial







Há um canto de pedra no rio do poema

canto de multidão no eco das encostas

esquecido alento



Há um berço de embalar marolas

um fio de voz que se impõe no acre

anunciando o pão



Há um aroma de verbos amordaçados

um travo de rosas e cravos

ventos de um perfume intenso



Um gotejar de anseios

cheiro de horizontes

a polinizar tempos de chegar



Na inocência das aves

o florescer do impossível





No exílio das rimas

a mão firme escolhe o trigo

no plantio de auroras



Um sol se mescla ao verso

incêndio de prados e preces

e o canto se inflama no peito



Pulsa na entranha da palavra

a cicatriz de morte

amalgamada no silêncio acostumado

de gado



E rasga a chaga do medo

extirpa a lágrima de ontem

que a colheita prospera

na carne do povo.



***********





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui