Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
121 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57060 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10081)
Crônicas (22199)
Discursos (3134)
Ensaios - (9004)
Erótico (13395)
Frases (43652)
Humor (18457)
Infantil (3773)
Infanto Juvenil (2690)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138248)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4855)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Indícios -- 28/10/2010 - 01:31 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Indícios



Abraço qualquer sinal

feito de indícios teus

aliado

perdido

ou proposital.



Esqueço tratados com data

pleiteio espaços silenciosos

desses

que vão como nuvens enormes

despercebidas.



Atiço partes de sonhos

meio inventados sem nexo

por parecer que estás perto

ver além

ou só querer.



Deixa as pisadas sem nome:

vou te reconhecer.



É desastrado o momento,

falta de tempo ou de luas,

noites de frente ao papel:

quero escrever uns poemas

dar-te em sinal de talvez.

Deixa uma marca ou indício

e eu vou achar

que tu vens
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 140 vezesFale com o autor