Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
52 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59111 )

Cartas ( 21236)

Contos (13108)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9435)

Erótico (13481)

Frases (46498)

Humor (19274)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138219)

Redação (3052)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5520)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->CÍRCULOS -- 13/10/2010 - 18:00 (Lílian Maial) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. CÍRCULOS

Lílian Maial





Por nossa eterna procura,

andarilhos sem calçado,

nos pés: ferida, tortura;

nas mãos: só calo incrustado.



Anseios, todos entoam,

num conhecido refrão,

onde os acordes destoam:

o irmão desperta sem pão.



Desvarios e loucura,

pois que a noite cai a esmo,

sem buscar semeadura,

o futuro é sempre o mesmo...



De procurar, nos perdemos,

a luz findou, no infinito:

cegamos o que não vemos,

calamos o próprio grito.





Lílian Maial

25 de setembro de 2010

Rio de Janeiro - Brasil

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui