Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
129 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59120 )

Cartas ( 21236)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9437)

Erótico (13481)

Frases (46507)

Humor (19274)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3722)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138224)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5522)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Um conto de arrepiar -- 14/07/2009 - 02:32 (Elias Torres) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Um conto de arrepiar
Texto: Elias Torres
O senhor Calebe era um homem de um caráter irrepreensível, que vivia bem com sua família e com seus vizinhos. Estava sempre disposto a servir as pessoas que o procuravam e era um ótimo companheiro de trabalho, segundo a maioria. Todos os domingos ia à igreja para cantar e louvar a Deus, chegando até a emocionar-se para a gloria do Senhor. Ouvia a Santa palavra, a aceitava e a praticava com amor. Numa bela manhã de feriado ele não acordou na hora habitual e todos de sua casa ficaram tristes, pois ele havia falecido durante a noite. A família tomou todas as providências para o funeral. Neste meio tempo, ele não sabia que tinha morrido e “acordou” num lugar cheio de pedras douradas e com muitas pessoas que, mesmo trabalhando, o receberam e o consolaram. Apareceu então Abraão e explicou que ele havia morrido no planeta terra e que viveria ali até o dia da ressurreição. O Calebe falou que pensou iria ficar dormindo. Abraão respondeu: Aqui você trabalhará junto aos outros para esquecer de lá da terra e o que você precisar eles darão a ti, falou o homem retirando-se dali. Depois de algum tempo Abraão apareceu e levou Calebe a conhecer o lugar que estava. Como durante a caminhada viram mulheres com bebes e crianças brincando, foi quando ele perguntou: O que é aquela maravilha de bosque com aquela mesa imensa? Ele respondeu: Ali vai ser o lugar onde será feito o grande banquete prometido por Jesus. Em todos os momentos você trabalhará junto aos outros, pois aqui só tem dia, noite jamais. Precisamos daquelas pedras douradas para terminar outras ruas de ouro que se estendem até o outro lado da colina, onde existem milhares de casas. Calebe começou a fazer os serviços que pediram e trabalhava, trabalhava, sendo que num certo momento apareceu Abraão a quem ele perguntou: Estou trabalhando junto aos outros e sinto que já faz um tempão, sinto-me cansado e não vi, nem escutei, ninguém reclamando de fome nem de sede, como eu também não sinto essas necessidades. Porque nós estamos assim? Ele disse a Calebe. Jesus um dia declarou que era o pão da vida e aquele que fosse a Ele nunca sentiria fome e, aquele que cresse, nunca teria sede. Você creu, por isso está aqui, preparando-se para a vida eterna. Calebe argumentou: Eu fui um homem, na terra, que tive muitos defeitos, mas servia ao Senhor e agora estou aqui trabalhando com muitas dificuldades. Se eu que temia ao Senhor estou nessa labuta toda como não vão ficar aqueles que não creram? Fico pensando... E aquelas pessoas que não serviram a Deus vão pra onde? Abraão respondeu, me acompanhe. Depois de uma longa caminhada ele falou, veja lá em baixo daquele grande abismo, está ouvindo os gritos? Calebe ficou estarrecido, pois ouviu gemidos e pode reconhecer pessoas conhecidas e ouvir gritos de pedido de socorro também de amigos com os quais conviveu na terra. Abraão comentou que destino dessas pessoas somente Jesus saberá o que fazer com elas. Calebe disse que estava vendo mais pessoas lá em baixo do que aqui em cima. Foi a escolha delas, disse Abraão. Por isso que trabalhamos muito aqui em cima para compensar e não tem essa de quem morreu lá na terra descansou. Uns ficaram no tormento e outros consolados, trabalhando e preparando a nova cidade onde vamos morar eternamente.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui