Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
34 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57086 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10090)
Crônicas (22208)
Discursos (3136)
Ensaios - (9013)
Erótico (13400)
Frases (43722)
Humor (18474)
Infantil (3784)
Infanto Juvenil (2709)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138292)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4882)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Minha lembrança -- 13/07/2009 - 10:59 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Estou confortavel, sentada em minha poltrona, frente ao jardim de pedras e verde que mandei
construir.
Ao meu lado, uma mesa, quequena, onde repousa uma
garrafa de vinho tinto LBV e uma taça.
Observo pequenos insetos, deste mundo microscópico que nos invade, sem sequer nos darmos conta, na sua ardua tarefa de recolher alimentos para sua subsistência.
Aguço os ouvidos e ouço bem perto, cotovias, sabias, coleirinhos, uma infinidade de lindos passaros num bailado espetacular cantando cada qual, sua canção.
Pego minha taça e derramo dentro o nectar da uva, com seu aroma incomparável. Pouso levemente a borda da taça de cristal em meu lábio e bem devagar, deixo escorrer o líquido em minha garganta.
Nesse momento sinto-me invadida pouco à pouco por uma sensação de calor e um tanto mais de sensações bem prazeirosas, misturada com belas lembranças.
Lembranças de tardes de amor e sexo vividas, da necessidade de amar, tocar e falar.
Te encontro e o mundo para. Um amor urgente, expresso, como são alguns sentimentos inexplicaveis.
Chegamos ali, enfim, nosso canto, nosso mundo, nosso instante, pra ser vivido intensamente, apenas ali.
Nos despimos, loucos, insandecidos, animais no cio. Nos beijamos com paixão e muita saliva. Sua lingua me experimenta em longas lambidas por toda à parte. Manobram entre meus seios, minha boca, meu pescoço, meu ventre, minhas coxas, até que, vibrante, encontra a flor do meu sexo que pulsa desesperada pelo seu carinho. Me tocas enlouquecido e leve, me levas à loucura.
E paras, por um momento, à espera do meu carinho, e eu de igual forma te busco, e te beijo o corpo, e te massageio, por tras com meu corpo colado sobre o teu, e colada cada parte como se fosse te penetrar por inteiro.
E encontro teu sexo, rijo, imponente a me chamar, com desejo de possuir e devagar o abraço com minha flor, à cada centimetro de prazer, de sua excitação, com calor, úmida, transbordando de prazer, me sinto tua, penetrada, desnuda, amada. E nossos corpos fervem com um desejo louco de vencer e alcançar o prazer máximo e deixar correr em nós a onta de delírio e gozar juntos e misturar nossos gozos e saciar nosso desejo...e...em silêncio repousar...
Acordo, e estou ali, sentada, bebericando meu vinho, te amando em sonho, úmida de desejo, alimentando minhas lembranças...

Valentina Fraga.
07/2009
e sonhando com voce...
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui