Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
118 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57014 )
Cartas ( 21168)
Contos (12608)
Cordel (10073)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13393)
Frases (43608)
Humor (18447)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2676)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138217)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Caso -- 28/09/2010 - 03:26 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Caso



O nosso caso inventado

não teve ainda os espaços

malucos

tortos

desajeitados

que nascem no meio fio

ou em lençóis

amassados.



Não tem as marcas de ontem

nem tem que andar abaixado

porque ninguém o suspeita

e porque parece acabado.

O nosso caso é um velho

com coração de criança:

só de acenar, ele cansa

mas bate forte

se achado.



Como esses sonhos vividos

ele convive em dois lados:

no que é real, é ilusório

e na ilusão, abafado

faz deliciosos estragos

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 156 vezesFale com o autor