Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
136 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57014 )
Cartas ( 21168)
Contos (12608)
Cordel (10073)
Crônicas (22188)
Discursos (3134)
Ensaios - (8996)
Erótico (13393)
Frases (43608)
Humor (18448)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2676)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138217)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Bobagens -- 03/07/2010 - 20:31 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
BOBAGENS



Não importam as bobagens

que possam ter

desaparecido.

São como um lado da cena

que ninguém descobre.



O que ficou de verdade

que ainda dói

ou quase

que ainda respira

no meio da noite:

isso valeu

por nossa parte.



E mesmo sabendo

que são outros nortes

que nossos caminhos

ficaram longe:

valeu o que houve

que ainda é toque.



Valeu o que fica

-do ontem-

hoje:

teu oi sem rancores

meu “sim?”

Sem temores.



Importam sim : todas as bobagens

que possam ter ficado.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 164 vezesFale com o autor