Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
110 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57043 )
Cartas ( 21170)
Contos (12600)
Cordel (10078)
Crônicas (22200)
Discursos (3134)
Ensaios - (9000)
Erótico (13395)
Frases (43638)
Humor (18454)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2687)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138232)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4851)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Cansaço -- 01/06/2010 - 02:02 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Cansaço



Nosso cansaço existencial interpõe-se

emudecendo

atordoando

esclarecendo

dolorosamente

vagarosamente

como o corte na carne

atiçando a indiferença

para apagar a lua.



Não há delicadeza possível

no quintal desse cansaço

a não ser a rigidez da verdade

o infernal sufoco do real

e os pés embrutecidos da existência.



A dor do desencontro

tornou-se maior

e mais confiável

do que a alegria intransigente

do encontro;

porque existir é angustiante

e impertinente

como andar na corda bamba do equilibrista.



Mas creio que devo tudo

ao lado irracional que me adivinha.



Porque apesar da lucidez

tão dolorosa e inquisitiva tenho o desejo

que me leva até a janela para mostrar

a lua fria.

E porque a falta,

ésta que dói

na angústia minha do existir

não chega aos pés da paixão torpe

(e gosto enorme, gosto estranho)

por algum

e pela vida...



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 191 vezesFale com o autor