Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
130 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57005 )
Cartas ( 21168)
Contos (12596)
Cordel (10072)
Crônicas (22187)
Discursos (3134)
Ensaios - (8994)
Erótico (13393)
Frases (43601)
Humor (18446)
Infantil (3771)
Infanto Juvenil (2671)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138212)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4847)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Coisa eu -- 20/04/2010 - 21:55 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Coisa eu



Alguma praia deserta

invade o sol

e o planeta

dos meus segredos inquietos

e das entradas e pernas...



Não sei se vens

ou se ficas

nem quero ser

quem te chame.



Se não sabias : eu durmo

do lado inverso da cama.



Não curto sol meio dia

mas quase à noite

e a brisa...



Ignoro datas e horários

mas guardo nome de rua.



As meias só sem costura.



Queimo panelas

esqueço

lavo vasilhas

não lavo.

Leio de noite, de dia.

Sou como gente

mulheres

que vivem só.

De alma nua.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 182 vezesFale com o autor