Usina de Letras
Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
200 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58851 )
Cartas ( 21227)
Contos (13051)
Cordel (10270)
Crônicas (22175)
Discursos (3163)
Ensaios - (9370)
Erótico (13476)
Frases (46092)
Humor (19171)
Infantil (4365)
Infanto Juvenil (3567)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1332)
Poesias (137992)
Redação (3039)
Roteiro de Filme ou Novela (1060)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5438)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Vai com Deus, adeus -- 09/03/2010 - 23:41 (AROLDO A MEDEIROS) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Vai com Deus, adeus



Aroldo Arão de Medeiros



Não pude te dar o pão para te salvar,

Porque já estavas salva.

Sei que fazes parte do céu, que é para onde irei te encontrar.

Hoje te vi na tevê, estavas tão bela que nem sei dizer.

Se eu saía, tu dizias: vai com Deus.

Quem dirá? Pergunto e não ouço resposta.

Tu deixaste homens e mulheres que de ti se orgulham.

Contam aos quatro cantos tuas crenças e descrenças.

Tuas frases com pitadas de malícias.

Tuas brincadeiras e seriedades.

Tuas pequenas mentiras para agradar,

Tuas pequenas verdades agradáveis.

Tua admiração pelo belo rosto e belo papo.

Elogiavas de maneira simples

À pessoa que amavas.

Se o homem tem direito a sete mulheres

Teu valor é de sete vezes sete.



Sinto tua falta, do teu “Vai com Deus”

Meu amor, adeus.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 11Exibido 341 vezesFale com o autor