Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
243 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57766 )
Cartas ( 21192)
Contos (12699)
Cordel (10207)
Crônicas (22327)
Discursos (3143)
Ensaios - (9127)
Erótico (13426)
Frases (44561)
Humor (18707)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138417)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5040)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Noite Viva -- 13/01/2010 - 00:17 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
NOITE VIVA



Cintilam luzes

e ornam-se as formas

feito pessoas que passam

e prédios que se amontoam.

Destilam os barulhos

suas almas pequenas

e distantes as vozes

ressoam como partes:

a noite abre a boca

e deleita-se com o mundo.



Como mão gigantesca

acaricia os noctívagos.



Viver na corda bamba

é como pertencer aos espaços.

Deixar um lado do peito

para o que possa surgir

e outro lado ainda soltar

para o que vier...



Ser louco é ser só

e ao invés de se deixar agarrar

pela vida

agarrá-la como se pega o amor

com os olhos.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 176 vezesFale com o autor